terça-feira, 23 de outubro de 2012

Melhores Marcadores da AF Évora

5 comentários:

Anónimo disse...

O luis rodrigues dos canaviais tb tem 2 golos

Siquenique disse...

Tem toda a razão, foi um lapso a elaborar a tabela. Obrigado

Anónimo disse...

Empate amargo em Santana… da selva

Ponto prévio: A maior parte das pessoas que assistiu ao jogo Santana
do Campo – Luso Morense pode já não ter idade ou estrutura humana para
entender alguns dos aspetos banais da sociedade atual mas, por favor,
expliquem ou mostrem às crianças e adolescentes presentes um
pensamento simples e que está à distância de um clique: O racismo é a
tendência do pensamento ou o modo de pensar, em que se dá grande
importância à noção da existência de raças humanas distintas e
superiores umas às outras, normalmente relacionando características
físicas hereditárias a determinados traços de caráter e inteligência
ou manifestações culturais. O racismo não é uma teoria científica, mas
um conjunto de opiniões pré concebidas que valorizam as diferenças
biológicas entre os seres humanos, atribuindo superioridade a alguns
de acordo com a matriz racial.

Quanto ao jogo dentro das quatro linhas, o Luso Morense entrou melhor,
instalou-se no meio-campo do adversário e foi criando várias
oportunidades. Uma bola na trave, várias defesas com maior ou menor
dificuldades do guarda-redes da turma da casa e outros tantos remates
que falharam o alvo. Os visitados apenas criaram uma oportunidade
digna desse nome, num canto, com um jogador a desferir um
cabeceamento, sem marcação, já dentro da pequena área.
Na segunda parte, a toada do jogo mudou um pouco e a equipa de Santana
do Campo equilibrou a luta a meio campo e criou finalmente algumas
dificuldades. Assistiu-se então a um período de parada e resposta, com
as duas equipas a criarem várias oportunidades de golo, com remates à
barra e à trave e perdidas flagrantes. A incerteza do resultado foi
sempre uma constante mas, ironia das ironias, quando o Luso Morense já
estava reduzido a 10 unidades – Valdo foi expulso por acumulação de
amarelos – e escoavam os últimos segundos dos descontos, Pascoal surge
isolado na cara do guarda-redes da casa e falha aquela que foi talvez
a oportunidade mais flagrante do desafio.

Com o apito final, chegaram também algumas cenas a evitar. Carlão foi
pedir satisfações aos adeptos da casa que mostraram uma atitude
tacanha e provinciana durante toda a partida. A confusão instalou-se
mas não passou disso mesmo, pois afinal esses adeptos que não sabem
respeitar quem nasceu de cor diferente, parecem conhecer melhor a
expressão medo. Uma palavra também para os atletas das duas equipas
que tudo fizeram para acalmar os ânimos. Já as autoridades presentes
demoraram a (re)agir e, mais uma vez, nenhum adepto sentado naquela
bancada verá punidas as ofensas de cariz racial.
No que toca à arbitragem, o Luso Morense manteve a postura de apenas o
capitão falar com o árbitro, mas foi difícil manter essa posição. O
árbitro teve um comportamento digno de distrital. O “bruá” vindo das
bancadas foi a lei vigente – embora também tenha prejudicado a equipa
da casa num ou outro lance -, e o erro mais grosseiro acabou por
acontecer na primeira parte, com um jogador da casa a tocar na bola
com o braço já dentro da área. Um penalti claríssimo que foi
transformado em livre à entrada da área e sem qualquer sanção
disciplinar. No entanto, em momento algum pareceu que o árbitro agiu
de má-fé. O problema é mesmo de qualidade.

(Saite do Luso Morense)

Rui disse...

Analisando os comentários publicados no site do Morense para quem publica por exemplo em relação ao 1º jogo que desconfiavam do arbitro o mesmo que marcou o penalte da vitoria, as razões de queixa do Corval no seu entender é tudo falso eles é que foram prejudicados. Em relação ao segundo jogo o arbitrou tambem os prejudicou numa fase do texto depois já errou para ambas as equipas, para quem escreve com tanta convicção e certeza sobre as outras equipas e exige respeito pelo seu clube, no minimo teria respeito pelas localidades que fala porque felizmente existe muito mais em todas elas e outras actividades sem ser só futebol e existe até pessoas que nem ligam ao futebol.Em relação a Santana do Campo e ao nome que mencionaram que é no minimo lamentavel o que demonstram que estão ao nivel daqueles que tiveram um comportamento incorrecto em relação aos jogadores do Mora e felizmente o episodio que apelidam de medo só mesmo quem pretendem insentivar odios e não corrigir atitudes menos corretas que todos os seres humanos por vezes tem. Santana do Campo tem felizmente uma diversidade de pessoas na sua comunidade e tambem pessoas de raça Africa, Negra, Preta de Cor ou seja lá o que for e não é uma comunidade racista eu sou testemunha porque não sou Branco por isso esses que fazem certos comentários são rigorosamente iguais ou piores do que aqueles que condenam, tambem joguei futebol e sei como eram os comentários e sempre soube diferenciar um anormal a chamar-me nomes e não referenciei uma terra por causa de algúem que está desorientado e diz coisas no momento no calor do jogo como eu as disse e quem jogou futebol sabe do que estou a falar, no minimo o administrator do site do Luso Morense, corrigiria a palavra Selva por do Campo, mas isso tambem não interressa felicidades para o Morense.

Anónimo disse...

vitor pires(oriola) e sequeira (portel) tambem teem 2 golos